terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Uma questão de cortesia

Irina Ionesco 1970

Ele: Está tudo bem com os teus?
Ela: (pensando no divórcio por que está a passar, nas noites de insónia a conjecturar "e agora?", na preocupação com as repercussões na vida da filha; e ainda nas inúmeras vezes em que ela própria fez a mesma pergunta a outros, por cortesia, arrependendo-se de imediato quando confrontada com o longo e monótono desfiar dos rosários alheios) Sim, tudo bem.

Quereria ele realmente saber?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...