quarta-feira, 1 de junho de 2011

Era uma vez...

Daniel Maclise, Tale, 1867

Quando eu era pequenino
gostava de ouvir contar
histórias de princesinhas
encantadas ao luar.

Havia então lá em casa
uma criada velhinha:
a Sérgia contava histórias
- e que graça que ela tinha!

Lendas de reis e de fadas,
inda me encheis a lembrança!
Que saudades de vós tenho,
ó meus contos de criança!

"Era uma vez..." As histórias
começavam sempre assim;
e eu, então, sem me mexer,
ouvia-as até ao fim.

Lembro-me ainda tão bem!
Os irmãos à minha beira,
calados! E a boa Sérgia
contava desta maneira:

"Era uma vez..." E, depois,
olhos fitos nos seus lábios,
ouvia contos sem conta
de gigantes e de sábios...

"Era uma vez..." E, por fim,
a voz da Sérgia parava...
E assim como eu te contei
era como ela contava.

Ai! que saudade, que pena,
que nos meus olhos tu vês!
Eu sentava-me e ela, então,
começava: - "Era uma vez..."

Adolfo Simões Muller, O Príncipe Imaginário e Outros Contos Tradicionais Portugueses


Feliz Dia da Criança (novas e velhas, exteriores e interiores)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...