domingo, 5 de setembro de 2010

Indefinido

Gerhard Richter, Ema - Nu numa Escada, 1966

Não tenho nenhuma intenção, nenhum sistema, nenhuma direcção. Não tenho nem programa, nem estilo nem exigência. Não penso nada bem sobre os problemas profissionais, temas de trabalho, variações até à perfeição. Fujo de todo o compromisso, não sei o que quero, sou inconsequente, indiferente, passivo; amo o indefinido, o interminável e a incerteza contínua.
Gerhard Richter
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...