terça-feira, 27 de abril de 2010

Half-awake in a fake empire

Na competição em termos de prestígio apenas parece sensato tentarmos aperfeiçoar a nossa imagem em vez de nós próprios. Isso parece ser a forma mais económica e directa para produzirmos o resultado desejado. Acostumados a viver num mundo de pseudo-eventos, celebridades, formas dissolventes, e em imagens-sombra, nós confundimos as nossas sombras com nós próprios. A nós elas parecem mais reais que a realidade. Porque é que elas não deveriam parecer assim aos outros?

Daniel J. Boorstin, in 'The Image. A Guide to Pseudo-Events in America'


The National - Fake Empire
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...